Qual a melhor idade para as redes sociais?


Data da publicação: 13/11/2017
Qual a melhor idade para as redes sociais?
Assim como cada vez mais cedo tem se dado o primeiro contato de crianças com a tecnologia, a criação de perfis em redes sociais por este público também vem se antecipando. De acordo com a pesquisa TIC KIDS do Comitê Gestor da Internet no Brasil, 63% das crianças com idades entre 9 e 10 já possuíam perfil em redes sociais em 2016. Em 2015, nessa mesma faixa etária, a porcentagem era de 43%.
Opa, opa, opa!!!! Peraí!! Existe uma previsão expressa de classificação indicativa nos termos de uso destas aplicações, não? Sim, existe e ainda assim, com ou sem o consentimento dos pais, crianças estão criando seus próprios perfis e interagindo “tranquilamente” neste vasto e desmurado universo independente da idade faz muito tempo.
Mas como proibir? Aliás, por que proibir? Plataformas como Snapchat, Instagram, Musical.ly, além dos próprios Facebook, WhatsApp e YouTube, além de divertidos podem ser úteis. Pois é, mas características como: poder de disseminação e perpetuidade, assim como em um primeiro momento, na internet qualquer um pode se fazer passar por qualquer um, devem ser sempre lembradas, ou melhor, jamais esquecidas.
Pesquisa realizada com 192 crianças de 10 a 14 anos justifica a preocupação, na medida em que 40 por cento declarou conversar e se conectar com estranhos, 53% revelaram seu número de telefone a algum estranho, e 15% tentaram se encontrar com o estranho que elas conheceram online. A pesquisa foi feita pela Center for Cyber Safety and Education, em parceria com (ISC)² – Julho de 2015.
Apesar de, por vezes muito divertidas, redes sociais estão longe de equipararem-se a parquinhos de diversão. Definitivamente, internet não foi feita pra criança.

CENTRAL DE MATRÍCULAS

Ligue (71) 2107 4600 ou  CLIQUE AQUI