Cidadania: conheça exemplos de quem se esforça por melhorar convivência


Data da publicação: 17/7/2017
Cidadania é o exercício dos direitos e deveres civis. Saber viver em comunidade não é fácil. Pelo contrário, é um aprendizado constante. Em tempos de crise de água e de energia, como as pessoas podem se doar, ter boas ações e cobrar atitudes conscientes umas das outras sem implicar desavenças, brigas ou desrespeito? Muitas delas estão mexidas com o rumo e o momento delicado do país, o que as têm atrapalhado, seja na falta de motivação, descrédito, insegurança ou receio. Ao mesmo tempo, nessas horas, é preciso aflorar sentimentos de superação, união, contribuição, compromisso com o outro, respeito e cuidado com o mundo à sua volta.


O conceito de cidadania tem origem na Grécia e pressupunha todas as implicações decorrentes de uma vida em sociedade. Ao longo da história, ele foi ampliado e passou a englobar um conjunto de valores sociais que determinam os deveres e direitos de um cidadão, e eles devem sempre caminhar juntos. No entanto, neste momento, em que várias pessoas andam irritadiças e com paciência em ritmo de conta-gotas, a atenção com o outro, com o futuro e com as ações que afetam sua casa, o condomínio do prédio, sua rua, a cidade, a roça do agricultor no interior do Acre anda comprometida por decisões impensadas, afoitas, individualistas, que terão sérias consequências para a sociedade.
Teresa Caram/EM/D.A PressDona de casa Abgair Moura, 58 anos, limpa não só a frente da sua casa, mas a dos vizinhos também (foto: Teresa Caram/EM/D.A Press)




CENTRAL DE MATRÍCULAS

Ligue (71) 2107 4600 ou  CLIQUE AQUI